Exausto de estar exausto

Eu sei, todo mundo detesta a pandemia, isolamento social, etc e tal. Há milhões de problemas, tem gente sofrendo muito mais do que eu, mas com pedido de perdão e vênia, eu queria falar de um dos meus. O cansaço constante. Vejam só, eu quase nunca fui um cara muito atlético. Minha constância de exercícios só não é pior que … Read More

Se eu for aí e encontrar, você apanha.

Quatro décadas nas costas e eu acabei de ouvir isso. Todo o dia desesperado buscando uma caixinha que desapareceu. Criou pernas. Foi comida por um goblin. Busquei em todos os bolsos de todos os casacos. Fui pro escritório. Voltei. Revirei as roupas sujas, as gavetas, as memórias e as lembranças. Angustiei-me o dia inteiro por causa de fones de ouvido … Read More

História de fantasma

O sobrenatural se esconde em pequenos detalhes. Dizem que Eddie Van Halen tinha nove dedos em cada mão. Que as pernas de Garrincha tinham vida própria. Que Rubem Braga engoliu, quando criança, um dicionário e uma gramática com o desenho de passarinho na capa. Foram micro-decisões, algumas em milissegundos, outras repetidas e ensaiadas milhões de vezes, que permitiram criações como … Read More

Relógio que atrasa não adianta

Depois do almoço, me encontrei pensando num conceito novo, que resolvi chamar de sabedoleto. Assim como o idioleto seria o idioma pessoal, na definição do Millôr, o sabedoleto seria aquela peça de sabedoria que um indivíduo sempre expressa.  Não é a mesma coisa que o velho ditado popular, que está na boca do povo, como “nunca julgue um livro pela … Read More

Pergunta que não quer ofender

Lentamente, estou voltando a escrever por aqui, e nem sem mais quem acompanha, ou que tipo de conteúdo gosta de ver por aqui. Me ajuda a escrever algo interessante? Se puder me dar alguma opinião aqui sobre os meus textos, é só responder as perguntas aí embaixo. Loading…

A gente faz coisa errada para aprender.

Tem umas crianças que estão sempre desmontando, abrindo, quebrando brinquedos, tentando entender como o mecanismo funciona. Tipo o menino-vilão de Toy Story, o primeiro. No filme, sob o ponto de vista dos brinquedos, ele é cruel, perverso.  Mas no mundo real, ele é só um tipo de personalidade infantil. E que frequentemente é tolhida por adultos, mais quadrados, ou que … Read More

Eu não estou neste texto

Há algumas semanas, eu disse em tom jocoso à Piratinha: “Vá ver se eu tô lá no teu quarto.” Não era o típico “vá ver se tou lá na esquina,” era uma piada mesmo. Porém, com cinco anos, ela não captou a piada. Também não captou a incoerência de que o pai dela não é capaz de estar em dois … Read More