Conspiranóia. Como a Globo, o PSDB e todos os malvados da Terra manipulam a sua mente para controlar o Brasil.

A Rede Globo entrou pesado na campanha para derrubar o projeto de governo do PT. Está usando todos os seus arsenais, até mesmo os considerados antiéticos, proibidos ou mesmo sem eficácia científica comprovada. Hoje mesmo encontraram provas irrefutáveis de que eles estão lavando o cérebro da população (e se você não acredita em lavagem cerebral é porque já fizeram a sua cabeça). E a coisa tende a piorar.

Primeiro eles fazem matérias tendenciosas, textos dúbios que possam ser interpretados com um sentido perverso e intenções malignas, que somente alguém com uma inteligência acima da média é capaz de ver. Você, por exemplo. O resto da população, essa massa ignara manipulada, nunca vai conseguir, e serão guiados às urnas para votarem no plano nefasto da oposição.

Vale tudo, fia.

Depois, eles começam o ataque total. Buscando a aniquilação completa do inimigo. E o inimigo é o povo. A partir de agora, vai ficar cada vez mais frequente o uso de mensagens subliminares cada vez mais sutis e óbvias. Um logo de novela com o número 45, o uso da cor azul, até mesmo tucanos sendo heróis de animações de Hollywood. Não me surpreenderia ver a ocorrência cada vez mais frequente de estrelas cadentes, até mesmo transmitidas ao vivo, com o plantão da Globo. “Vejam! Estrelas caem no céu de Brasília. Chamem a Mãe Dinah para interpretar isso!”

Fontes ocultas minhas (porque todo publicitário conhece gente no Círculo Interno da Globo, composto pelos irmãos Marinho, o Ali Kamel, o Galvão e a Suzana Vieira) informaram de um plano subliminar ainda mais maquiavélico. A Globo comprou os direitos de Game of Thrones, e vai exibir em cadeia nacional, aberta, no lugar da novela das oito.

Se Game of Thrones não for mensagem subliminar contra o PT, eu não sei o quê é

Pensem, minha gente. O herói da série morre na primeira temporada. Depois, entra o caos. Vários outros reis corruptos, sacanas e ladrões, dominam a série, até que, no fim da série (senta que lá vem spoiler), o herói, Jon Snow, vai salvar todo mundo. Vocês já sacaram que, na dublagem em português ele vai se chamar Jão Neves. Já tá tudo tramado, e eles já tinham tudo planejado. A série começou há três anos. Ou seja, a produção começou logo depois que a Dilma foi eleita e a Globo começou a perder audiência e faturamento.

Podem procurar, há milhões de paralelos

Quem fica com o trono, durante muito tempo, enquanto o povo sofre, são os malignos (e vermelhos) Lannister, liderados por um cara que deveria ser bonzinho, mas perde a própria mão num acidente de trabalho; uma loira psicopata; um anão do orçamento; e todos eles obedientes a um velho manipulador preso na Papuda. E sim, os Lannister estão devendo uma grana preta pro banco.

A Dama de Vermelho é uma alegoria óbvia à Dilma, retratada como uma fanática religiosa fria e impiedosa, capaz de assassinar a sangue frio e imune a venenos. Essa é a maneira usada para afastar o PT das massas evangélicas e diminuir os votos da Dilma nos rincões mais pobres do país. É uma trama sórdida!

Jão Neves reluta para se tornar um herói. Porque sabe que o inverno está chegando, uma metáfora para a crise-fim-da-bolha que os economistas pregam a tanto tempo. Os economistas na série são os corvos de três olhos, aves de mau-agouro.

O inverno está chegando

Calculando bem, a 4a temporada da série acaba em junho. Tempo suficiente para terminar de traduzir e para que os marketeiros subliminares do PSDB insiram outros símbolos e gírias partidárias, e que a Globo exiba, à noite, ao ritmo de uma temporada a cada duas semanas. São dois meses de exibição, do começo de agosto até o finalzinho de setembro, próximo à data das eleições.

COINCIDÊNCIA?

É claro que não.

20 Comments on “Conspiranóia. Como a Globo, o PSDB e todos os malvados da Terra manipulam a sua mente para controlar o Brasil.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.