Iron Maiden: Run to Interlagos. Um outro nível de bootleg

Em mil novecentos e patavina, era bastante comum os verdadeiros fãs comprarem bootlegs dos artistas, ou seja, fitas com gravações não muito profissionais, com equipamentos portáteis de baixa qualidade, porque eram, afinal, não oficiais. Os músicos não autorizavam.

bootlegs famosíssimos de muita gente, e eu lembro de ter alguns, baixados no Napster, copiados de fitas copiadas de outras fitas. Conseguir esse material era quase sempre difícil. Tipo o Nirvana tocando The Man Who Sold The World com guitarras elétricas e tal.

Hoje comecei a assistir uma coisa impressionante. O DVD Run to Interlagos, feito em 2009, com base no show Somewhere in time, do Iron Maiden.

Um trabalho de edição filho-da-puta

O show aconteceu no autódromo de Interlagos, e a banda inglesa tocou para 100.000 pessoas. Salvo engano, há até um DVD oficial do show. Só que um cara pegou milhares de vídeos do show, de TVs, de uploads de celular, material de gravação em todas as partes, sincronizou com o áudio de um só bootleg e fez um DVD de show inteiro, perfeito, sincronizando som e imagens, trabalho que, há dez anos, requeria uma equipe profissional inteira.

Um DVD de alta qualidade, com multicâmeras, seleção de capítulos, design de capa, e tudo o mais. Por amor à camisa. Ou ao Eddie. É preciso mesmo ter os melhores fãs do mundo para chegar a esse nível.

Acho que, como o Iron Maiden é uma das bandas mais legais do mundo para os seus fãs, não rolou processo nem reclamação. Acho é mais provável é que tenham pego o moleque cheio de tempo livre talento e, sei lá, oferecido uma viagem grátis no avião da banda.

Profissionais de audiovisual, vejam o que uma pessoa cheia de dedicação é capaz de fazer, com os computadores de hoje em dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.