Lembrem-se: trabalhar para ganhar a vida com o suor da face foi um castigo de deus

No mundo de hoje, a gente encontra cada vez mais gente reclamando do que faz, com profissões que os nossos pais e avós consideravam maravilhosas e plenas. Por quê?

Pra comprar coisas que os nossos avós não tinham, ué. Ou você acha que os velhos realmente precisavam de seguro pro iPhone ou viajar pra Miami pra comprar roupa da Hollister?

Trabalho mental

Trabalho mental

É como se alguém começasse a criar empregos inúteis apenas para que nos mantivéssemos trabalhando. E precisamente aqui reside o mistério. No capitalismo, é exatamente isso o que não deveria acontecer. Claro, nos antigos e ineficientes estados socialistas como a União Soviética, onde o emprego era considerado tanto um direito quanto um dever sagrado, o sistema criava tantos postos quanto o número de trabalhadores (é por isso que uma loja de departamento soviética precisava de três funcionários para vender um pedaço de carne). Mas, claro, esse é o tipo de problema que a concorrência de mercado deve corrigir. Pelo menos de acordo com a teoria econômica, a última coisa que uma empresa com fins lucrativos vai fazer é gastar dinheiro com trabalhadores que realmente não precisa empregar. Ainda assim, de alguma maneira, isso acontece.

viaSobre o Fenômeno dos Empregos Insignificantes — Medium.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.