Mais um pensamento besta sobre a política brasileira

Não é sempre que eu escrevo sobre política por aqui, na realidade, é bem raro. Mas como alguns posts chegaram até a gerar comentários, eu não vou me furtar a deixar uma opinião besta.

Lembro, nos comentários do post linkado acima, que um amigo meu achava mais interessante uma vitória do PT à uma do PSDB porque o PT já tinha as alianças formadas, e não precisaria mais comprar o Congresso e coisa e tal.

Aí, a gente olha, seis meses depois, e vê que é impossível comprar o Congresso, porque eles sempre pedem mais. Mas o mais engraçado não é isso. Vi em algum lugar que o PSDB (ou pelo menos FFHH e alguns outros) estava apoiando a faxina ética.

Mermão, o Bananão tá foda mesmo. Era pra todo mundo apoiar uma faxina ética. Aliás, faxina é só quando tem jeito de limpar. Congresso no Brasil é coisa pra tocar fogo e depois jogar sal grosso, pra não nascer mais nada lá. E depois ainda jogar Césio-137.

Antes que petistas e peessedebistas venham discutir por aqui, quero lembrar que eu estou falando mal do PR. Acho que qualquer governo que queira se afastar do PR é bem-intencionado. Pensando cá com os meus botões, o PR é o partido que faz o DEM parecer democrático e faz o PMDB parecer honesto. Cês já pararam pra pensar nisso?

Segundo a Wikipedia, é uma junção do PRONA com o PL, e ainda vai agregar o PT do B e quetais.

Bicho, é o partido do Tiririca, que eu já fiz piada em outro post. Outras celebridades do partido são Garotinho e Inocêncio Oliveira.

Mermão, pra ser contra o PL eu me filiaria até ao partido comunista.

Vá lá, dona Dilma, bote pra fuder nesses caras. Se o Tiririca perder o mandato, a gente o reelege.

Sua Excelência Tiririca

Sua Excelência Tiririca

2 Comments on “Mais um pensamento besta sobre a política brasileira”

  1. Tô achando bem desanimador o governo da Dilma. Tem mta gente bem-intencionada e talz. Mas o atual sistema político é uma merda: sem aliança partidária, vc não se elege; com aliança partidária, vc não consegue fazer o que quer. Quer dizer, até consegue. Mas a que preço?

  2. Partido nem deveria existir, pois o brasileiro vota é na pessoa. Quantos eleitores do Tiririca sabem de fato de qual partido ele é?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.