O seu destino nas suas mãos. Vá lavá-las.

Quando eu era pré-adolescente, lembro dessas primeiras brincadeiras com interatividade, passar mil e oitocentas horas lendo e relendo livrinhos com final aberto, escolhendo novos caminhos, sendo o protagonista da história. Foi um pouco antes de descobrir o RPG, e de começar a criar as minhas primeiras histórias interativas improvisadas.

Hoje, o ebook é um formato ainda mais perfeito para criar essas histórias, mas infelizmente não conheço nenhum exemplar criado recentemente.

It was 1978, and Delbourgo was championing a new children’s title called The Cave of Time. The book was something of an anomaly: It didn’t have a plot or a main character or even a proper ending. Instead, the reader was asked to assume the role of the hero. Every few pages, he or she had to make a critical decision on how to proceed. There were about 40 possible endings, with some paths leading to glory and others ending in alien invasion, tyrannosaurus attack, and other forms of ruin. Delbourgo hoped to make it her first major acquisition.

viaWho Invented Choose Your Own Adventure? – Neatorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.