Os monstros que viviam embaixo da cama e na cabeça das crianças

Blason_de_la_ville_de_Tarascon_(13).svgQualquer nerd atento percebe rapidamente que eu já joguei RPG mais de três vezes na vida. Por isso, quando assisti a cena de abertura de Stranger Things, a minha primeira reação não foi lembrar de Dungeons & Dragons. Foi da abertura de ET, lógico. Só faltou o Elliot trazendo a pizza.

Costumo nomear meus sites e contas em redes sociais não-sérias como tarrask. É uma maneira errada de escrever Tarrasque (nickname que já estava ocupado na brasnet circa 1996), o monstro mais desgraçendo do manual dos monstros do D&D. Pra quem viu Stranger Things, é o cramunhão que vai aparecer só na última temporada, porque depois dele, não tem mais bicho nenhum pra aparecer. É inspirado numa lenda do sul da França, de um monstro que aparecia no rio na cidade de Tarascon, e que foi expulso por uma santa. Verdade! Eu tava passando por lá com uns amigos* e tivemos que parar pra descobrir.

Mas voltando à vaca fria, Stranger Things. Homenagem aos anos 80, aos jogos, aos nerds na época em que era feio ser nerd, aos Atari, ao terror e as fitas VHS. E também aos dias de hoje, nos quais gente de 20 anos têm orgulho de ser nerd, acham computadores coisas bacanas e têm sentimentos nostálgicos do tempo da MINHA infância, que eles nem sonhavam em existir.110792-thumb140

Claro, hoje em dia, a mistura de tecnologia com livros empoeirados cheios de conhecimentos arcanos chega a limites absurdos. No nível de malucos reconhecerem o livro que os pirralhos de Stranger Things consultam: o D&D Expert Set Rulebook, de 1981. Duvida? Quer ler a descrição do Vale of Shadows? Pode comprar aqui (não é merchã).

Eu não me surpreendo mais é com nada. Mas que só falta mesmo é um revival de Vampiro: a máscara. E aí sim, eu ficaria totalmente impressionado com a história ser tão cíclica.

  • é verdade, foi por acidente que esta foto aconteceu:

IMG_9912

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.