Summer of Plannning: Overhearding the social media

Bibi, esta craque, me mandou uma apresentação mega bacana de um planner da Fallon americana.

Eu ia responder pra ela num email, mas quando vi, tava tão grande que vou colocar aqui, e vocês entrem na discussão também.

O objetivo da apresentação é aproveitar vantagens que as redes sociais apresentam para o planejamento de ações de comunicação[bb]. Ele divide em 5 tipos:

1 – lidar com os inimigos da marca. eles são muitos, e estão por toda parte.
logo no começo quando ele fala no caso do ladders.com, é exatamente o que a gente discutia no gabinete de crise: o que fazer quando todo mundo tá caindo de pau? com certeza, a reação negativa foi amplificada, mas aqui ele apresenta um modelo para contra-atacar, que parece massa, né?

2 – social é a nova pesquisa.
pra quê fazer planejamento de campanha[bb], testes e tudo o mais, se você pode testar online? claro, guardadas as devidas proporções de custo. às vezes o seu focus group aprova a mudança de nome, e o resultado é que a internet inteira cai em cima. às vezes é o contrário. você pode escutar o seu público, identificar os desejos, anseios e medos, e oferecer melhores campanhas, produtos e serviços.

3 – termômetro do público.
até pouco tempo atrás, eu trabalhei numa empresa que vendia um software para simular sites e programas. é uma aplicação utilíssima, até a Adobe está tentando criar uma. passei um bom tempo online trackeando gente, escutando, analisando o que diziam do programa, das funcionalidades, do preço, do uso. dá pra entender bem que o que o usuário quer às vezes é diferente do que o engenheiro criador do software imaginou, quantificar e qualificar. como o apresentador fala: o cliente quer segurança na hora de investir em social media. você pode usar ferramentas simples de pesquisa para oferecer a ele essa segurança.

4 – conversa em tempo real
quer saber o que as pessoas acham da sua marca? pergunte. normalmente elas respondem. acha que as pessoas têm dúvidas sobre o seu produto? explique. ensine, ajude. eu tirava dúvidas de  soft dos usuários via twitter, ou escrevia tutoriais no blog explicando como usar o programa, e me custava o mesmo tempo que escrever um email respondendo. só que a dúvida de um poderia ser a mesma de vários outros. amplifique todos os seus contatos de marca, não somente os de venda. você não está criando consumidores, mas pessoas amigas da sua marca.

5 – vigie a concorrência
todos os info-adictos que eu conheço também são viciados em informação, vigiam por twitter e rss uma quantidade brutal de coisas, e terminam sabendo a movimentação da concorrência e dos consumidores muito mais rapidamente. do mesmo jeito que descobrimos as notícias muito mais rápido online, também descobrimos informações de mercado.

Enfim, mais uma conferência bem legal sobre o tema, mas o que eu acho mais válido de tudo é que este cara é um planner sênior de uma grande multinacional, falando para os próprios clientes e para outras agências, trazendo para esse mercado tradicional um discurso que busca mais inovação e movimento. A mudança já chegou para muitos, mas ainda está demorando demais para outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.