Somos todos ascensoristas

Cá pra nós, a profissão do ascensorista é bastante desprestigiada. A razão é dupla: primeiro, que praticamente qualquer pessoa alfabetizada (com a augusta exceção de algumas autoridades em edifícios públicos) é capaz de apertar os seus botões. A segunda é que, devido à primeira razão listada, a profissão de apertador de botões de elevador está caminhando à extinção em passos … Read More

o desafio de hoje em dia

The challenge most established businesses face isn’t technology, or ideas but belief systems. They develop a culture that makes them fall in love with what made them successful. It’s why big business is being disrupted after years of relative stability. Sometimes the most important thing ‘Big Co’ can do is forget what they know, and maybe even burn the map that got them … Read More

Nada é mais perigoso do que a inteligência humana. Exceto a falta dela.

Quem lê ficção científica sabe que um dia as máquinas vão ser mais inteligentes que as pessoas, escravizar todo mundo e subjulgar o universo. Ou, se você é otimista, pode acreditar que elas só vão escravizar as pessoas burras, e usar algumas pra tarefas básicas de manutenção, programação e solução de problemas. Tipo como a gente faz com cavalos de … Read More

Como você explicaria?

É meio que inspirado num piado de alguém perdido aí, mas fica a pergunta, meio que exercício mental. Suponha que você conseguiu voltar no tempo. Não pra uma era específica em 1923, pra matar o jovem Hitler. Mas perto de um personagem tão importante quanto. Você voltou no tempo, está no auge do Renascimento, ali em Florença, perto de alguns … Read More

Guardado por deus, contando o vil metal eletrônico

 Acho massa que no Brasil só se faz lei retroativa. Ninguém quer consertar os problemas do futuro, só os que a gente tinha. (“Vamos consertar a escravidão dos africanos, no futuro a gente pensa na escravidão dos bolivianos, quando isso virar um problema.”) Aí a lei é feita pra criar um efeito dominó que vai foder mil outras áreas. Nesses … Read More

Das vantagens de se jogar xadrez

A coisa mais horrível da Síndrome de Cassandra é a sensação de saber o que vai acontecer. Não o lance óbvio, o xeque-mate, mas aquele lance meio Kasparov de mexer uma peça e calcular as probabilidades, ver que o adversário só tem uma alternativa lógica entre todas as variações que o tabuleiro permite, e que a última vai acabar com … Read More

O chato de escrever ficção cientifica

O chato de escrever ficção cientifica é descobrir que daqui a cinquenta anos eu vou ser o velho constrangedor que destila preconceitos. O tempo vai passar e eu vou ser aquele ancião desocupado que acha que as máquinas são seres inferiores, que defende o direito inalienável de comer carne, que é contra o divorcio de pais e filhos (“é uma relação … Read More

Existe alguma coisa que você possa fazer todo dia que não enjoe?

Aos 15, João queria ser astronauta. Passou 200 dias na Estação Espacial, jogando baralho com uns russos. Morreu de tédio. Na adolescência, tudo o que Rafael queria era jogar bola. Entregou-se à bebida quando foi obrigado a entrar em campo, pela centésima vez no ano, para marcar um estrangeiro, obedecendo uma estratégia retardada do técnico. A guitarra era a grande … Read More

O que é o futuro da TV?

A minha televisão é um monitor de 32″ conectado a uma caixinha que, nos anos 90, seria considerado um computador. Dan Wieden fala neste vídeo curto que a evolução não significa que uma espécie mais nova mate a outra. Elas se adaptam, e podem viver em simbiose, compartindo o meio ambiente, mas a maneira de viver sempre se modifica. É … Read More