Das necessidades humanas.

Numa noite indefinida, Assim, quase igual às outras Das que não se comparam direito Preciso.   Preciso, mas não sei exatamente do quê. Preciso de algo sem nome. Preciso do que não lembro. Preciso de imprecisão.

Poemeto para uma ex

Me fue cariño,Me fue porque creía que podría vivir sin ti. Pensaba que los golpes que me dabas dolian,Estaba seguro que no me amabas. No sabia todavía qué era el dolor de no tenertelloré más sin ti que contigote amo, te amo y me quedo.

Briga

Perdoe a sinceridade Eu queria beijar-te Como quem luta.

Amsterdam

Ele está enamorado de uma puta. Ele está enamorado. Ele está. Todas as histórias são a mesma, não?

Uma flor

Eu orno as ideias De cores floreadas Para atrair um sorriso Preso dentro da sua imaginação

Poemico

Tempos verbais Você diz me quer. Quando me quer, me tem. Quando me tem, faz o que quer. E quando já fez, já não quer. E eu continuo querendo.

Lembrança do tempo que eu era um rockstar

Quando eu era criança pequena, lá em Barbacena, tinha um grupo de amigos, e nos juntávamos pra tocar música pesada e triste. Acho que são os dois melhores adjetivos pra descrever aquela barulheira. Tínhamos até umas músicas nossas, bem adolescentes e tristes, que estão na parte secreta do meu HD. Não mostraria nem na base da porrada. Mas dia desses, …

Dirceu, viajando na maionese

Dirceu foi meu professor na UFPE e tem umas conversas muito elucidatórias, e ao mesmo tempo, lisérgicas. Viajando no msn, cria histórias imaginárias sobre relações fantásticas. Ou seja, debaixo de mil subtextos, há um texto, ou não. E, hoje, tentando profetizar, me mandou isso: Alexandre vive com arte Mas em marte Na terra no pagode escorrega Nas meninas do brega