Como se matar ao estilo Albergue Español

Imaginem Tarrask, com toda a sua coordenação motora, graça e molejo brasileiro, montado numa bicicleta dessas, cruzando a fucking cidade inteira. I mean, a cidade INTEIRA. Em mais ou menos uma hora. Ouvindo Moby. Na última música do disco, Why does my heart feel so bad?, repeat x1, e coração na boca. Ou na mão. Cheguei em casa, encostei a …

Nome do blog

Anteontem, no metrô, lendo o livro de crônicas do alex castro, eu tive uma ideia deu um novo nome para este blog. E também mais vontade de escrever aqui. No blog que é feito para que ninguém leia, mas que eu escreva. Só que eu não anotei, e não lembro. Anyways, este blog precisa mudar. E eu preciso parar de …

Letrinhas

Às vezes conhecemos alguém pela internet. Passamos horas conversando, chats, fotos, scraps, tudo aquilo. Trocamos confidências, dissidências e incongruências. E achamos que conhecemos aquela menina tão bem que, se estivesse perto, não poderíamos evitar a paixão. Às vezes até a boca seca quando abrimos o MSN, antes de saber se ela está online ou não. E vira a companhia pras …

Incerteza

O Roque dizia: “pra você que está na incerteza da hora” no momento de informar, com precisão, em quantas andava o relógio. Acho que estou na incerteza do século.

¿Quê é este blog?

Pois textos bem pessoais, rascunhos, idéias, coisas curtas. No idioma que eu escrevi, ou não. É a globalização dos rascunhos do meu moleskine. Sem compromissos. Un intento de explicar el no sé qué que qué sé yo que tiene la vida.