De volta pra casa

Primeira vez que eu volto pra Europa, sempre voltei pro Brasil. E o pior é que tenho pouquíssima vontade de voltar. É algo orgânico, interno.

Lembro de todo mundo que conheço e que diz que eu deveria estar feliz. São todos loucos pra conhecer a Europa, viver lá um pouco. Nenhum tem coragem de ir viver pra sempre. Todos tem a coragem de me criticar, mas não pensam que eu estou vivendo há anos, e tenho saudades de milhões de coisas que eles têm e não valorizam.

(escrito no avião México-Paris)

Comments 3

  1. Carol

    Casa não é onde a gente mora, é onde a gente se sente acolhido e amado. Só você sabe onde é sua casa de verdade.

    1. Post
      Author
      tarrask

      Carol, então eu não tenho uma 100% casa, porque não sou acolhido 100% (ou nem perto disso) em lugar nenhum.

      Minhas casas são todas circunstanciais. 🙂

  2. Pingback: Viajando no tempo com a internet | Qualquer coisa de triste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.