Se queres paz, prepara-te para a guerra

Hoje, encontrei no Moleskine intocável este vídeo velhão do Baden Powell tocando Tempo de amor.

A letra, de Vinicius de Moraes (saravá!), é um bofetão na cara de quem acha que vai ter um amor tranquilo com sabor de fruta mordida. Paz é tédio, é ausência, é isolamento.

Nós estamos neste mundo para sofrer, mas para criar, lutar, vencer e perder.

No fim das contas, quem não quer guerra já desistiu de viver.

Resquiat in pacem.

Ah, bem melhor seria
Poder viver em paz
Sem ter que sofrer
Sem ter que chorar
Sem ter que querer
Sem ter que se dar

Mas tem que sofrer
Mas tem que chorar
Mas tem que querer
Pra poder amar

Ah, mundo enganador
Paz não quer mais dizer amor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.