O meu superpoder: me posicionar sempre do lado contrário

Imagine a cena: estamos num brainstorming. Então, alguém diz: “pô, não entendo como as pessoas conseguem acreditar em deus/dormir vestidas/furar a língua/se suicidar”.

Nessas horas, é como se eu entrasse numa cabine telefônica e virasse outra pessoa. Sério. Eu realmente gosto muito de entender o quê passa na cabeça de pessoas diferentes (às vezes bizararas).

Isso é ótimo na hora de, por exemplo, criar algo, ou fazer planejamento. Sério. Normalmente os publicitários são todos bichos da mesma fauna: backgrounds parecidos, hábitos parecidos, até se reproduzem entre si. #comofas pra entender um nerd, uma velha ou um alienígena?

Pois eu adoro fazer isso: imaginar como o alienígena pensa. Ranço de escritor, ou de criança que imaginava demais.

A grande responsabilidade (claro, todo poder tem uma) é o fato de  que as pessoas sempre confundem com a minha opinião. Minhas opiniões são como meus princípios: se você não gostar, eu tenho outros, ué!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.